Parklets

Mini praças ocupam espaço de duas vagas de garagem

Por Camila Moschen

A cidade de São Francisco na Califórnia foi percussora nesta modalidade de intervenção urbana ( os parklets surgiram em 2005). Ocupando o espaço de duas vagas de estacionamento junto à calçada o espaço serve como área de convivência para pedestres, ciclistas e, por que não, motoristas. De início as estruturas eram temporárias e queriam propor uma discussão sobre o uso do solo.



Na capital paulista já são mais de 55 instalados (desde abril de 2015), mas o projeto de gestão urbana da prefeitura prevê 124. A princípio estão localizados no centro de São Paulo e em bairros adjacentes. A ideia tem agradado à população e deve ser expandida através das subprefeituras.

De acordo com a prefeitura de São Paulo, "o desenvolvimento de espaços de convivência nas ruas reforça a função social do espaço da cidade como local de encontro. Apoiar a vida urbana na cidade, com foco nas necessidades das pessoas que utilizam os espaços é uma forma de promover interação social e conquistar espaços públicos mais seguros e vivos". Os parklets também já fazem parte do cenário da capital capixaba e da cidade do Rio de Janeiro. 

Parklet Municipal: perspectiva ilustrativa
Parklet Municipal: perspectiva ilustrativa

Fonte: http://gestaourbana.prefeitura.sp.gov.br/parklets-municipais/

Texto: Camila Moschen- Mtb 112-37
Informações adquiridas pelo site da Prefeitura de São Paulo e da empresa Soul Urbanismo 

Av. Rio Branco, Nº 132,
Bairro São Pelegrino, Caxias do Sul-RS